• KRUSH-IT

Pão ao pequeno-almoço: sim ou não?

Quando se fala de comer pão ao pequeno-almoço num contexto de alimentação saudável as opiniões que se levantam são diversas. Mas a verdade é que a maioria pensa imediatamente que esta não é uma opção válida neste contexto. Noutra situação em que o pão é muitas vezes demonizado é no contexto da perda de peso, sendo praticamente imperativo no pensamento da maioria das pessoas que é necessário retirar o pão da alimentação para atingir esse objetivo.

Mas será que o pão não pode mesmo fazer parte de um pequeno-almoço considerado saudável? Será que o pão não pode mesmo fazer parte da rotina alimentar de alguém que quer perder peso?


Há alguns pontos que o podem ajudar a esclarecer melhor estas questões:

  • Lista de ingredientes: este é um dos pontos que deve ter mais atenção na hora de escolher o seu pão, deve optar sempre por um que não tenha mais do que farinha ou mistura de farinhas, sal, água e fermento. Evitando pães mais processados, com longas listas de ingredientes;

  • Quantidade: quando o seu objetivo é a perda de peso, por exemplo, deve ter atenção o peso do pão. Muitas pessoas referem que comem apenas “uma bolinha de pão ao pequeno-almoço”, sem terem noção efetiva da quantidade de pão que estão a comer. Essa bolinha tanto pode ter 60 gramas, como pode ter 80 ou 100 gramas e isso sim faz muita diferença a nível calórico. Logo deve adaptar sempre a quantidade de pão às suas necessidades energéticas diárias;

  • Pães com denominações como “low-carb” ou “sem glúten”, não são necessariamente mais saudáveis. Muitas vezes este tipo de pães acaba por ser bastante mais processado, com vários aditivos desnecessários;

  • Pão branco ou pão escuro: opte por aquele que mais gosta. A nível calórico a diferença, maioritariamente, não é significativa. Tenha apenas noção que um pão mais escuro deriva de uma farinha menos refinada, logo a quantidade de fibra presente nesse pão será maior.

Portanto, se gosta de comer pão ao pequeno-almoço e é algo que o deixa saciado então porquê abdicar dele na busca por uma alimentação saudável ou por querer perder peso? Porque a verdade é que ele é compatível com ambos. No entanto se não gosta de pão ou simplesmente prefere outro tipo de opções para esta refeição, tudo bem também.


Dê sempre preferências aos seus gostos e àquilo que são os seus objetivos. Vai ver que assim terá sempre uma boa relação com a alimentação.

Bibliografia:

- ARS Algarve, Ministério da Saúde (2014). A Dieta Mediterrânica e o Pão nosso de cada dia.

- APN (2014). E-book: Dieta Mediterrânica – um padrão de alimentação saudável.

Por: Anita Martins: Nutricionista do clube de saúde Kalorias Expo, membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas nº2827N

Posts recentes

Ver tudo