Princípios do Padrão Alimentar Mediterrânico

O Padrão Alimentar Mediterrânico, ou Dieta Mediterrânica, é um modelo alimentar de referência a nível mundial para a manutenção da saúde e prevenção da doença, bem como para a proteção do ambiente. Motivo pelo qual foi recentemente reconhecido como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, em 2013.


Promoção da perda de peso e manutenção de um peso saudável, influência positiva sobre obesidade, Síndrome Metabólica e Diabetes Mellitus, redução do risco de défices cognitivos e demência, diminuição do risco de alguns tipos de cancro – são apenas algumas das associações a este padrão alimentar, já amplamente estudado.


O Padrão Alimentar Mediterrânico é composto por uma base de alimentos comum e uma cultura muito própria na forma como são confecionados e consumidos. A Roda dos Alimentos Portuguesa que hoje conhecemos foi construída com base neste padrão alimentar, partilhando dos seus princípios base.



O Padrão Alimentar Mediterrânio tem assim como princípios:


  • Elevado consumo de produtos vegetais em detrimento do consumo de alimentos de origem animal, nomeadamente de produtos hortícolas, fruta, pão de qualidade e cereais pouco refinados, leguminosas secas e frescas, frutos secos e oleaginosos;


  • Consumo de produtos vegetais produzidos localmente, frescos e da época;


  • Utilização de técnicas de confeção de alimentos simples e que protegem os nutrientes, como as sopas, os cozidos, os ensopados e as caldeiradas;


  • Consumo de azeite como principal fonte de gordura;


  • Consumo moderado de laticínios;


  • Utilização de ervas aromáticas e especiarias para temperos em detrimento do sal;


  • Consumo frequente de pescado, moderado em carnes brancas e baixo de carnes vermelhas;


  • Consumo de água como principal bebida ao longo do dia;


  • Baixo consumo de bebidas alcoólicas, baixo a moderado consumo de vinho e apenas nas refeições principais;


  • Convivialidade e partilha à volta da mesa.


 

Fontes Bibliográfricas:


Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável – Direção Geral da Saúde. Padrão Alimenar Mediterrânico: Promotor de Saúde; 2016


Almeida M, Oliveira A. Padrão Alimenar Mediterrânico e Atlântico – Uma abordagem às suas características-chave e efeitos na saúde. Acta Portuguesa de Nutrição 11 (2017) 22-28


Associação Portuguesa dos Nutricionistas. Dieta Mediterrânica - um padrão de alimentação saudável; 2014


 

Por: Joana Samora Santos: Nutricionista do clube de saúde Kalorias Torres Vedras, membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas nº4309N

22 visualizações