Rotulagem alimentar e a sua importância

Segundo a Associação Portuguesa dos Nutricionistas a rotulagem é uma ferramenta fundamental no acesso dos consumidores à informação sobre os géneros alimentícios, permitindo-lhes realizar escolhas mais conscientes e informadas e efetuar uma utilização mais segura e adequada dos mesmos.


Refere ainda que a rotulagem alimentar e nutricional é de extrema importância, na medida em que permite aos consumidores fazerem escolhas alimentares mais adequadas às suas necessidades e preferências, contribuindo igualmente para um correto armazenamento, preparação e consumo dos alimentos.


O rótulo deve fornecer todas as informações que permitam ao consumidor conhecer o produto e fazer escolhas conscientes, existindo informações que têm um carácter obrigatório e outras que são opcionais.


Menções obrigatórias:

1. Denominação do género alimentício

2. Lista de ingredientes

3. Ingredientes ou auxiliares tecnológicos ou derivados de uma substância ou produto que provoquem alergias ou intolerâncias

4. Quantidade de determinados ingredientes ou categorias de ingredientes

5. Quantidade líquida do género alimentício

6. Data de durabilidade mínima ou a data-limite de consumo

7. Condições especiais de conservação e/ou as condições de utilização

8. O nome ou a firma e o endereço do operador da empresa do setor alimentar

9. País de origem ou o local de proveniência

10. Modo de emprego

11. Título alcoométrico

12. Declaração nutricional


Quando vamos às compras é tão importante lermos a tabela da informação nutricional quanto a lista dos ingredientes, de modo a sabermos de onde vem essa informação. Por exemplo, ao fazermos a comparação e interpretação do rótulo de duas bolachas com pepitas de chocolate para vermos qual das duas será uma melhor opção de compra, o objetivo será ver qual é a melhor opção em termos nutricionais.


- Bolachas com pepitas de chocolate número 1:

Lista de ingredientes: farinha de TRIGO 42%, pedaços de chocolate sem açúcares 25%, [pasta de cacau, edulcorantes (maltitol), manteiga de cacau, emulsionante (lecitina de SOJA), aromas] óleo vegetal (girassol alto oleico) 1 6,5%, edulcorantes (maltitol, isomalte), levedantes (hidrogenocarbonato de amónio, hidrogenocarbonato de sódio), sal, aromas.

Informação nutricional: Por 100g de produto


- Bolachas com pepitas de chocolate número 2:

Lista de ingredientes: farinha de TRIGO 43,2%, açúcar, gordura de palma, pasta de cacau, manteiga de cacau, levedantes (carbonatos de amónio, carbonatos de sódio, fosfatos de cálcio), dextrose, xarope de glucose-frutose, sal, soro de LEITE em pó, emulsionantes (lecitinas de SOJA, lecitinas de girassol), aroma.

Informação nutricional: Por 100g de produto


Ao compararmos as bolachas 1 e 2 podemos observar que a grande diferença se encontra nos níveis de açúcar e de gordura saturada. No entanto, o nível calórico é praticamente o mesmo, tendo as bolachas número 1 menos 39 kcal.


A lista de ingredientes vem sempre em ordem decrescente, ou seja, vai sempre aparecer o ingrediente que está em maior quantidade em primeiro lugar e o ingrediente que está em menor quantidade no último lugar. Como podemos observar, as bolachas número 2 tem como primeiro ingrediente a farinha de trigo, a seguir o açúcar e depois a gordura de palma, enquanto a bolacha número 1 tem a farinha, pedaços de chocolate sem açúcares e edulcorantes.


Esta comparação tem como objetivo consciencializar as pessoas que não basta só olhar para a tabela nutricional ou nível calórico isoladamente, temos de ver sempre a lista dos ingredientes.


Vejamos outro exemplo, desta vez vamos comparar dois iogurtes gregos, o primeiro será o Iogurte Grego Natural Ligeiro e o segundo será o Iogurte Grego Natural Açucarado, onde veremos as diferenças na lista de ingredientes e também na declaração nutricional de cada um por 100g de produto.


- Iogurte Grego Natural Ligeiro:

Lista de ingredientes: leite magro, culturas lácteas (lactobacillus bulfaricus, streptococcus thermophilus).

Informação nutricional: por 100g de produto

- Iogurte Grego Natural Açucarado:

Lista de ingredientes: Leite pasteurizado, nata pasteurizada, açúcar (6,5%), leite em pó desnatado e fermentos láticos.

Informação nutricional: por 100g de produto


Começando pela lista de ingredientes, podemos observar que o Iogurte Grego Natural Ligeiro tem apenas dois ingredientes, o leite magro e as culturas lácteas, enquanto o Iogurte Grego Natural Açucarado tem o leite pasteurizado, a nata, o açúcar, leite em pó e fermentos lácticos. Deste modo é possível verificar que a nata e o açúcar se encontram no segundo e terceiro lugar respetivamente, o que faz este tipo de iogurte mais calórico e menos interessante do ponto de vista nutricional.


Uma forma mais fácil e prática de descodificar rótulos alimentares é através do semáforo alimentar que nos ajuda a visualizar por 100g de alimento ou por 100ml de bebida se um produto alimentar é nutricionalmente interessante.



Mas como é feita a interpretação? Segundo a Direção Geral da Saúde, da seguinte forma: Compare a informação constante no rótulo do alimento ou bebida por 100g ou 100ml, respetivamente, com a informação disponibilizada neste cartão (gordura, gordura saturada, açúcares e sal). Opte por alimentos e bebidas com nutrientes maioritariamente na categoria verde, modere aqueles com um ou mais nutrientes na categoria amarela e evite aqueles com um ou mais nutrientes na categoria vermelha.


Aproveite o facto de os produtos alimentares terem o rótulo alimentar e/ou o semáforo alimentar para realizar escolhas mais informadas de forma a ter hábitos alimentares saudáveis. É muito importante salientar que as escolhas são individuais e não gerais e que vão depender sempre dos objetivos de cada pessoa e também da recomendação do seu nutricionista.


 

Bibliografia:

- Associação Portuguesa de Nutrição

- Direção Geral da Saúde


 

Por: Daniela Silva: Nutricionista do clube de saúde Kalorias Castelo Branco, membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas nº3848N

26 visualizações

Posts recentes

Ver tudo