Principais erros de uma alimentação saudável que podem não deixar perder peso

Para existir perda de peso é necessário que exista balanço energético negativo. Para isto temos de considerar a ingestão alimentar versus o dispêndio energético de cada indivíduo. A ingestão alimentar determina a quantidade e qualidade de nutrientes ingeridos e o dispêndio energético varia consoante o metabolismo basal (energia necessária para a realização das funções vitais), o efeito térmico dos alimentos (por exemplo a energia despendida na digestão dos alimentos e na absorção e metabolização dos seus nutrientes) e a energia gasta na atividade física. Para que haja perda de peso é então fundamental que o dispêndio de energia seja superior à ingestão energética.


Percebendo o mecanismo para perder de peso, podemos perceber que ter uma alimentação saudável é diferente de ter uma alimentação direcionada para a perda de peso, pois consumir alimentos saudáveis em excesso pode atrapalhar o défice calórico e consequentemente a perda de peso.


Consumir os chamados “produtos saudáveis” muitas vezes é um erro. Muitas marcas promovem inadequadamente os seus produtos como saudáveis, quando na verdade isso pode não ser bem assim. Produtos como barras proteicas ou energéticas, sumos de fruta, batidos são frequentemente anunciados como produtos saudáveis, mas sendo embalados é fundamental avaliar a lista de ingredientes, nomeadamente gorduras saturadas e açúcares adicionados, para perceber se são realmente saudáveis, e qual o valor calórico associado a esses produtos. Frases publicitárias como “rico em fibra”, “light”, “sem açúcares refinados” por si só não são o suficiente para sabermos se são a escolha acertada.


Alguns erros que surgem frequentemente são o consumo exagerado de fruta, o consumo excessivo de frutos secos, a elaboração de batidos caseiros hipercalóricos, o consumo excessivo de proteína em substituição dos hidratos de carbono, grandes quantidades de temperos, nomeadamente azeite ou outros molhos nas saladas ou legumes. É por isso fundamental garantir que ingerimos todos os alimentos na quantidade certa e em função dos nossos objetivos.


Para manter uma alimentação saudável que promova a perda de peso é fundamental controlar a quantidade de cada alimento ingerido, e a melhor forma de o fazer é através de um plano alimentar elaborado por uma nutricionista, numa consulta de nutrição.


 

Bibliografia

1. DGS. Perda-e-Manutenção-de-peso-Fact-Sheet.


 

Por: Helena Baptista: Nutricionista do clube de saúde Kalorias Expo e Bobadela, membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas nº4342N

27 visualizações

Posts recentes

Ver tudo