Vantagens no consumo de alimentos fermentados

Os alimentos fermentados definem-se como alimentos ou bebidas produzidas por meio do crescimento microbiano controlado e da conversão de componentes alimentares por meio de ações enzimáticas.


A fermentação é um processo no qual as bactérias e leveduras quebram os açúcares. Este processo não só melhora a preservação de alimentos, como também aumenta o número de bactérias benéficas ou probióticos no intestino se forem consumidos. Os probióticos estão associados a uma variedade de benefícios para a saúde, incluindo uma digestão melhorada, melhor imunidade e a perda de peso.


Existem alimentos e bebidas fermentadas que tem demostrado melhorar a saúde intestinal e a digestão, por exemplo:


1) Kefir: é um lacticínio fermentado que pode melhorar a digestão da lactose, diminuir a inflamação e melhorar a saúde dos ossos.


2) Tempeh: é feito através de grãos de soja fermentados. É rico em probióticos, pode melhorar a saúde cardiovascular e contém antioxidantes.


3) Natto: é um produto fermentado da soja. É rico em fibra, o que promove a regulação do trato intestinal.


4) Kombucha: é um chá fermentado. Embora sejam necessários mais investigação, estudos feitos em animais tem comprovado que a kombucha pode ajudar a proteger o fígado, diminuir os níveis de glicemia e reduzir os níveis de colesterol e de triglicéridos.


5) Iogurte probiótico: é feito a partir do leite fermentado. É rico em nutrientes e pode ajudar a reduzir o peso corporal, diminuir a pressão sanguínea e melhorar a saúde dos ossos.


 

Referências bibliográficas:


1) Erini Dimidi, Selina Cox, et.al. (2019). Fermented Foods: Definitions and Characteristics, Impact on the Gut Microbiota and Effects on Gastrointestinal Health and Disease. doi: 10.3390/nu11081806.


2) Elizabeth A. Parker, Tina Roy, et. al. (2017) Probiotics and Gastrointestinal Conditions: An Overview of Evidence from the Cochrane Collaboration. doi: 10.1016/j.nut.2017.06.024.


3) Emmanouil Angelakis, Vicky Merhej, et. al. (2013). Related actions of probiotics and antibiotics on gut microbiota and weight modification. doi.org/10.1016/S1473-3099(13)70179-8.


4) Steven R Hertzler, Shannon M Clancy. (2003). Kefir improves lactose digestion and tolerance in adults with lactose maldigestion. doi.org/10.1053/jada.2003.50111


5) Christodoulides, E, Dimidi, K.C. Fragkos, et.al. (2016). Systematic review with meta-analysis: effect of fibre supplementation on chronic idiopathic constipation in adults. doi.org/10.1111/apt.13662


6) Elok Zubaidah, Chairul Afgani, et. al (2018). Comparison of in vivo antidiabetes activity of snake fruit Kombucha, black tea Kombucha and metformin. doi.org/10.1016/j.bcab.2018.12.026.


7) Jia-Yi Dong, Ignatius M. Y. Szeto, et.al. (2013). Effect of probiotic fermented milk on blood pressure: a meta-analysis of randomised controlled trials. doi.org/10.1017/S0007114513001712


 

Por: Daniela Silva: Nutricionista do clube de saúde Kalorias Castelo Branco, membro efetivo da Ordem dos Nutricionistas nº3848N

18 visualizações